Seleção de segurados Cuiabá
saude

Seleção de segurados Cuiabá

Seleção de segurados

O aposentado Sebastião José de Lima quase não sai mais de carro. Ele anda preocupado porque não conseguiu renovar o seguro do veículo; a seguradora não aceitou.
“A corretora alega que as pessoas que têm restrição de crédito, nome sujo, não podem fazer seguro. Aí a gente fica com o carro preso dentro da garagem, fica com medo que alguém furte seu veículo”, diz Sebastião de cuiabá.

Evair Gutiers passa pela mesma situação. Ele conta que, por causa de uma dívida com o cheque especial de um banco, as seguradoras não o aceitam como cliente. “Já foi cotado por todas as seguradoras, através de uma amiga que cuida desses serviços, e nenhuma delas aceita”, afirma o autônomo.

Toda seguradora faz uma análise do perfil dos clientes – uma forma de tentar saber qual o risco de cada um precisar da cobertura. De acordo o Procon, o seguro pode ser negado quando há alguma restrição cadastral, mas existe regra pra isso.

“A seguradora vai ter que oferecer, em primeiro lugar, as razões da recusa. O consumidor poderá discordar e insistir nessa questão. Em segundo lugar, o consumidor pode optar por fazer o pagamento à vista. Esse é um direito reservado a ele”, explica o diretor do Procon de São Paulo, Roberto Pfeiffer.

Seu Sebastião bem que tentou pagar à vista, e Evair também: “Tentei pagar à vista, não aceita. Parcelado, piorou”, conta.

Na opinião do advogado José Eduardo Tavolieri, as seguradoras que recusam clientes mesmo quando o pagamento é à vista cometem crime de discriminação. “Não há dúvidas disso, no sentido de que a empresa é obrigada a comercializar o produto ou prestar o serviço sob pena de responder a um processo criminal”, afirma.

A Superintendência de Seguros Privados, órgão do governo responsável pela fiscalização do mercado de seguros no país, informou que as empresas não podem recusar o seguro quando o cliente tem alguma restrição ao crédito; segundo a Susep, as seguradoras podem ser multadas se for comprovada a prática.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *